lunes, 13 de febrero de 2012

Em um Olhar

Um silêncio esvazia o universo.
Um segundo que paralisa as eras,
Como o vento que chega perto
Sussurrando gelado o seu advento...

Mas é o calor do coração que ouço
Em compassos como gritos de feras.
Para depois levar meus olhos a repouso
E tomar do adormecido o seu tempo...

Chegada a hora de seguir um caminho,
A estação de descansar as terras
Em brandos goles do vinho
E fazer da mente meu templo!

Em um olhar, o mundo que se faz parar,
É pura e leve, a imaculada perfeita esfera.
É meu e teu, o sangue que começa a pulsar
No teu olhar...um murmúrio sereno.

Meu templo na tua clara emoção!
Com o brilho da estrela que queres.
O amor vai ninando meu coração
Em um sono eterno, o qual não temo...

No hay comentarios:

Publicar un comentario