domingo, 27 de noviembre de 2011

Convite para velório

Não há esperança no mundo,
Eu sinto muito.
Só um monte de lixo, que só cresce.
Acredite.
E de tão imundo, eu já não minto.
Pois as verdades são sujas
As minhas e as suas
E as respostas sempre longe
Não estão nestas ou naquelas portas
Afinal o dente é bem mais duro
E a mordida bem mais perto

Pois a verdade não está em outro porto
A verdade é que o futuro sempre esteve... morto

No hay comentarios:

Publicar un comentario