domingo, 30 de octubre de 2011

Página em Branco

Mais uma noite acordado
Com a corda no pescoço.
Eu esboço mais uma nota
De um grande esforço:
Que um dia livrará
Meu franco amor
De mais uma morte:
Do fraco na forca,
O feito do forte,
A alvorada do perdoado.
Uma parte do livro
No pêndulo do feitio
Que é devorada
Pelo vazio:
"O Capítulo do Silêncio"
É assim que eu chamo
A página em branco
Na qual que digo que te amo.

No hay comentarios:

Publicar un comentario