miércoles, 15 de abril de 2009

Da idiossincrasia.

Ao decurso das interposições de intuitos recíprocos entre indivíduos pertencentes a um grupo social e aspirantes do mesmo, determinadas formas de conduta são estipuladas e irrefutavelmente outras abstidas visando um comportamento a ser incorporado de maneira favorável ao meio predisposto. Não obstante, propensões adversas podem contribuir com a degenerescência dentre os respctivos membros e a confraria em si.
Indubitavelmente, a adesão a um meio é específica, porquanto se faça imprescindível a deliberação relativa a aspectos intrínsecos do mesmo, casualmente esta atitude perscrutadora se faz presente e imanente naqueles que são providos de uma certa sagacidade e razão. Por conseguinte, um mimetismo equânime é postulado, índole à qual um caráter é prescrito.
Uma vez que 'nosso indivíduo' esteja, circunscrito em tal ambiente, suas aprendizagens empíricas concomitantemente relacionadas a intervenções extrospectivas ao meio, fomentam introspecções às quais escrúpulos amiudemente preponderam suprimindo muitas vezes virtudes e propósitos íntimos. Análoga situação solicita um procedimento estimativo dos interesses preexistentes ou adquiridos ao longo desse itinerário interpessoal, e secundariamente, por ser um fator usualmente excepcional, é considerada a preservação da dignidade perante aos semelhantes e a demanda de métodos que tornem verossimilhante o desenvolvimento do ser.
Contanto que haja ponderações em suas decisões e julgamentos (ainda que possivelmente se encontre  incrustrado de razões e pathos alheios), se o que se deseja é tornar-se notável, diligente ou preceptor de qualquer virtude que exija reconhecimento, portanto; a menos que possua-se uma característica adstringente que concerne à sociedade, percorre-se uma copiosa jornada cumulativa.

2 comentarios:

  1. o que eu sempre digo é:
    DEFINIR É LIMITAR.
    Se um indivíduo se estereotipa ou dissimula seu ser para estar em um grupo, ele já perdeu parte de sua essência, sua personalidade já não é natural. Quanto à naturalidade da personalidade humana, é outro assunto que decorreria uma postagem;
    Quem segue os outros pode chegar apenas até onde os mesmos chegaram;

    O problema está em não se prender ao maior grupo: a sociedade.

    ResponderEliminar
  2. Este comentario ha sido eliminado por el autor.

    ResponderEliminar