miércoles, 26 de noviembre de 2008

Meu sofrimento é fruto do que me ensinaram a ser

Quando a racionalidade foge do controle, não há o que se fazer. É por isso que uma discussão com um fanático religioso se torna impossível. Mas tudo acontece por um motivo, creio eu. Isso não passa de lógica, não é nem karma, é apenas física, ação e reação.
Mas como eu já disse aqui mesmo, quando não sabemos interpretar a realidade, criamos algo que preenche as lacunas, e isso nem sempre se dá por meio de mitos, mas também de certezas. Opiniões, alienações, coisas que nunca deixam de ser exterior à razão.
Dentro dos limiares do mito, tudo se encaixa perfeitamente, e tem explicação pra cada fato, muitas vezes essas explicações são assustadoramente coincidentes com fatos da realidade tridimensional, criando assim a convicção, maior inimiga da possibilidade de discussão, e aceitação de ideias.
Isso é uma pena, pois se não fosse a convicção, muito das lacunas na realidade poderiam ser explicadas, ou ao menos melhor elaboradas em suas teorias.

A ignorância é um fracasso na vida.

E cegueira corrói a sabedoria, e nos dentes dela vão embora todas as virtudes, pedaço a pedaço, deixando apenas mais lacunas e lacunas, espaço pra mitos, vícios, cegueira, convicção infundada.

Mas tudo ainda têm seu porquê, e eu não reafirmarei o que é meu de direito, pois isso eu nunca perdi, apenas quem pensa o contrário é que perdeu isso de mim, pois está tentando segurar apenas os vazios da razão.

"minha cabeça só pensa aquilo que ela aprendeu
por isso mesmo eu não confio nela eu sou mais eu"